Preview: Zeenix é uma boa ideia, mas tudo depende de seu preço final

0
13

 

Após a revelação oficial do Zeenix no dia 22 de junho, a Tectoy levou ao público presente na gamescom latam 2024 o novo console portátil. Nossa equipe estava no evento e resolveu dar uma passada no estande da empresa brasileira para conferir de perto o Zeenix, e apesar de uma primeira impressão satisfatória, há alguns problemas que precisamos falar.

 

Zeenix

 

A Zeenix é a divisão gamer da TecToy, fabricante brasileira que é referência em videogames e brinquedos de alta tecnologia. A marca chegou oficialmente ao mercado em junho de 2024 com objetivo de oferecer ao gamer brasileiro produtos desenvolvidos para atender seus gostos e necessidades, e feitos sob medida por quem os conhece em sua essência. O portfólio da Zeenix inclui jogos e uma linha completa de hardwares. Além disso, a TecToy é dona da TecToy Cripz, maior organização de esportes eletrônicos do Norte do Brasil.

 

Zeenix
Foto: Mundo Cosplayer

 

Na gamescom latam tivemos acesso ao Zeenix Pro, que de cara nos traz um bom olhar, afinal, o console portátil é bonito, principalmente pelos leds que o acompanham. Também gostamos do fato de ser uma espécie de “PC portátil”, afinal, o console vem com um Windows 11 em seu sistema, e com isto, a TecToy aproveitou para incluir em seu portfólio mouse e teclado com a mesma marca.

 

Já não é mais segredo de que o Zeenix na verdade é uma parceria da TecToy com a chinesa Ayn, e que na verdade o novo console é uma “adaptação” para o público brasileiro, o que pra mim, sinceramente não é problema, afinal, a TecToy afirma que com isto os consumidores terão um suporte e assistência local, o que realmente é muito bom.

 

 

Em nossos testes no estande da empresa, jogamos games leves como Mullet MadJack e Prince of Persia: The Lost Crown, que rodam muito bem no Zeenix, mas sentimos falta de um teste mais robusto com jogos mais pesados. Além disso, mesmo rodando muito bem e sem travamentos, alguns problemas físicos já apareceram no console. Os botões não são muito intuitivos, e por vezes havia um “travamento” deles, mostrando que a construção do Zeenix não é muito bem feita. Inclusive, em um dos testes o botão já estava “afundado”, o que nos fez chamar um dos staffs do estande para mostrar o ocorrido, e com isto, a troca do console foi feita.

 

Zeenix

 

Pessoalmente sou grande, com mãos grandes também, e o tamanho e peso do console não me atrapalhou, mas vi algumas crianças e pessoas menores que eu com dificuldades em adaptar suas mãos ao console, o que me faz pensar que muitos deles terão que comprar um controle a parte para jogá-lo, deixando um pouco o fato do “portátil” de lado. Por outro lado, temos o Nintendo Switch com joy-cons que podem ser trocados por modelos menores, o que facilita mais né?

 

Percebi que o console esquenta muito, mesmo tendo uma baita saída de ar nele. Também reparei que a construção do Zeenix é frágil, me deixando a dúvida de que quando ele cair em algum momento se não vai se “espatifar” todinho no chão. Já pensou?!

 

 

De qualquer modo, o Zeenix me parece ser uma boa alternativa à consoles portáteis que estão saindo por aí no mercado, porém, tudo depende do preço final que será anunciado (segundo a TecToy em breve). Se o valor por acima de R$ 2500 acho difícil os consumidores escolherem ele, o que seria uma pena para a TecToy.

 

Apesar de nossos testes, gostaríamos de mais tempo para uma definição sobre o console, e caso a TecToy esteja lendo este artigo, nos colocamos à disposição para recebê-lo por aqui para um melhor review.