Jogamos Rogue Spirit, roguelite inspirado pelo Studio Ghibli. Confira nossa análise e gameplay!

0
117

 

Como foi divertido jogar Rogue Spirit durante o acesso antecipado, jogo do tão atual e famoso estilo roguelite e que parece ser um ótimo anime jogável, não poderia ser diferente já que temos desenvolvedores que atuaram em jogos maravilhosos como The Witcher 2 e Dying Light.

 

Falando um pouco sobre o enredo, que é muito bem feito, entramos na lendária batalha entre vivos e mortos no reino de Midra, já que a barreira entre os mundos foi destruída, encabeçada por um rei demoníaco, e nossa última esperança é um herói invocado por monges de um monastério que derrotou o mesmo demônio centenas de anos atrás.

 

O enredo traz consigo ótimas oportunidades de mecânicas inovadores que achei simplesmente demais, por você ser um espírito de um herói já morto, você pode possuir diversos corpos de oponentes dentro da mesma batalha conforme for os derrotando e isso implica em corpos com estilos e armas diferentes, ou seja, na mesma batalha você pode ser um ninja que utiliza um bastão, sem seguida virar uma assassina que joga estrelas a distância ou até um brutamontes com lâminas nos punhos.

 

Isto foi o ponto que mais me chamou atenção já que torna ele tão dinâmico ao ponto de retardar demais um possível cansaço por repetição, você joga podendo diversificar sem segundos seu estilo e modo de jogar ou, se preferir, focar em possuir só um estilo de corpo e seguir jogando com o estilo que mais te agrada, ou seja, o jogo te dá a escolha de jogar como preferir e agradar mais.

 

 

A ambientação está muito bem feita também, tanto os vilarejos quanto as fases em pântanos ou florestas estão muito bem feitas, possuindo cinco ecossistemas/floras diferentes em seis níveis diferentes, no acesso antecipado.

 

Outros três fatores que valem destaque, o primeiro tem relação com a mecânica de avaliação de estatísticas dos corpos que você pode possuir, alguns com habilidades extras como elétricas ou de queimaduras, o segundo é a individualidade dos chefes de cada tela com um estilo de luta diferente que exigem certa atenção do jogador na hora de esquivar, defender ou atacar, tudo dentro do normal já que se trata de um roguelite clássico e divertido, a terceira e última são os gráficos com 5 opções de customização, dando oportunidade do jogo ser rodado em computadores com um hardware menos potente.

 

Outro fator muito importante que sempre gosto de destacar nas minhas análises, o jogo tem tradução e legendas para nosso idioma muito bem feitas.

 

Sei que se trata de um acesso antecipado e muita coisa está por vir, mas vamos à pergunta que muitos de vocês estão esperando, vale a pena Bica?

 

A resposta é direta e reta, vale, custo benefício muito bom, o jogo é bem feito em todos os aspectos, gráficos, jogabilidade, enredo e ambientação.

 

 

Rogue Spirit
Nota Final
7.8/10
7.8/10
  • Gráficos - 8/10
    8/10
  • Jogabilidade - 9/10
    9/10
  • História e Diversão - 7/10
    7/10
  • Áudio e Trilha Sonora - 7/10
    7/10
Sending
VOTAÇÃO POPULAR ➡️
0 (0 votes)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Surpreendente, muito bem feito, inovador e divertido!