No Dia Internacional da Mulher, HyperX exalta e homenageia a presença feminina no universo dos games

0
24

 

Por muito tempo, o universo dos games, assim como em muitas outras indústrias, foi predominantemente masculino. Porém, cada vez mais as mulheres têm conquistado seu espaço e se destacado no setor. De acordo com estudo realizado em 2019 pela Mediacom, 47,9% de todos os entusiastas de videogames na América Latina são mulheres, o que reforça a necessidade de se deixar de lado qualquer estereótipo sobre o perfil dos gamers. O resultado do estudo também comprova que os jogos eletrônicos são um fenômeno bastante democrático, aceitos em todos os segmentos e por todos os gêneros, e que tende a se fortalecer assim ainda mais ao longo das próximas gerações.

 

 

A presença e a atuação das mulheres no mundo gamer só aumentam, tanto que nos últimos anos há muito mais meninas competindo, jogando, consumindo e buscando carreiras nesta indústria. Com cada vez mais exemplos de mulheres vitoriosas e competentes que conquistam seu lugar no mundo dos games, a HyperX aproveita o Dia Internacional da Mulher para reconhecer e exaltar essas conquistas.

 

Para valorizar a perspectiva feminina nos jogos, os desenvolvedores de games vêm demonstrado nos últimos anos uma crescente preocupação em entender as necessidades, interesses e paixões das mulheres, que representam quase metade de seus consumidores. Com isso, passaram a contar com equipes bastante diversificadas e inclusivas, além de terem incorporado essa cultura como parte de sua estratégia de negócio.

 

Ao mesmo tempo, novas oportunidades ganham força e abrem espaço para as mulheres, como os eSports, um fenômeno que não para de crescer e ganhar fãs em todo o mundo. Para se ter ideia, em 2020, a Newzoo estimou em 495 milhões a audiência de espectadores de esportes eletrônicos, mostrando que as possibilidades no segmento são infinitas e vão além de oportunidades para jogadoras profissionais.

 

A indústria dos games também tem oportunidades para mulheres e há um movimento importante de representação feminina no setor, inclusive com muitas alcançando cargos executivos e posições de liderança em grandes empresas. A HyperX é uma delas. A marca apoia e promove a diversidade e inclusão em todos os sentidos, acolhendo todos os gamers independentemente do seu gênero, nacionalidade ou sexualidade. O resultado está refletido em uma equipe de trabalho em que prevalece a equidade e a igualdade de oportunidades para todos.

 

Mulheres latinas com grande influência entre as comunidades de jogadores da região

 

Entre muitos exemplos de mulheres empoderadas no segmento está Alessandra Brandão, especialista em marketing de eSports e influenciadores na talentosa equipe da HyperX na América Latina. “Na HyperX, realmente acreditamos que todos somos gamers, e isso quer dizer todos mesmo. Para nós, a comunidade gamer deve ser inclusiva e representar todos que temos essa paixão”, comentou Alessandra.

 

O Skybox Labs, um estúdio independente de desenvolvimento de jogos com sede no Canadá que trabalha em franquias como Halo e Minecraft, conseguiu aproveitar o conhecimento das mulheres com maior representatividade em sua equipe de trabalho. Alina Varela, também conhecida pela comunidade como Alination, é um dos exemplos de mulheres empoderadas que trabalham nesta empresa. Alina realizou seu sonho de ser produtora de videogame em um reconhecido estúdio e se especializou em streaming de games. Já trabalhou no desenvolvimento de Minecraft e Age of Empires e atualmente trabalha com Magic: The Gathering Arena.

 

Javiera Paz, conhecida como Caprimint, é uma gamer e streamer com vasta experiência com equipes de eSports, como Isurus Gaming e 9z. Além disso, já foi apresentadora de diversos eventos e participou de programas de TV para falar sobre eSports.Nyvi Estephan, influenciadora digital brasileira de games eSports, foi reconhecida como a terceira melhor apresentadora do mundo em 2019 pelo eSports Awards dos Estados Unidos.

 

Nyvi Estephan

 

Também há oportunidades nos eSports para quem tem uma formação mais acadêmica e que busca fazer parte da indústria, como Luciana Vainstoc, psicóloga especialista em psicologia do esporte, que se dedica ao trabalho mental de atletas de alto rendimento.

 

Todas elas são fonte de inspiração para milhões de meninas em todo o mundo que sonham em ter sucesso no setor. A indústria dos games está cheia de oportunidades e possibilidades, e o mais gratificante é que se torna cada vez mais inclusiva.

 

Como a HyperX, existem muitas outras marcas que unem esforços para mudar e melhorar o setor, tornando-o cada vez mais inclusivo. A Nintendo, por exemplo, lançou uma campanha voltada exclusivamente para as meninas, enquanto a Ubisoft, por meio de sua série live-action Mythic Quest: Raven’s Banquet, mostrou como é um estúdio de games por dentro, que lugar as mulheres ocupam atualmente e o que está sendo feito para abrir mais portas.

 

Ainda existe um longo caminho a percorrer, mas, sem dúvida, a indústria dos jogos está na direção certa e isso é um triunfo para as mulheres que buscam o sucesso neste segmento.

 

Para mais informações sobre a HyperX e seus produtos acesse o site.