Análise do filme Atlas, disponível na Netflix

0
18

 

No dia 24 de maio estreou Atlas, o novo filme da Netflix tendo Jennifer Lopez como protagonista. Como será que Jennifer Lopez se saiu como uma analista de dados em um filme de ficção científica? E mais! Será que a Netflix acertou apostando em um tema tão atual como a Inteligência Artificial?

 

No longa, Atlas Shepherd (Jennifer Lopez), uma analista de dados brilhante e antissocial, com profunda desconfiança da inteligência artificial, junta-se à uma missão para capturar um robô renegado com quem compartilha um passado misterioso. Mas quando os planos dão errado, sua única esperança de salvar o futuro da humanidade da IA é confiar nela.

 

Além de Jennifer Lopez, o filme conta com Simu Liu, Sterling K. Brown, Gregory James Cohan, Abraham Popoola, Lana Parrilla e Mark Strong no elenco. A direção é de Brad Peyton e o roteiro de Leo Sardarian e Aron Eli Coleite.

 

Como grande fã de filmes de ficção científica, a princípio me interessei pelo filme e sua temática tão atual, mas fica sempre aquela dúvida se realmente vale a pena, afinal, as últimas tentativas da Netflix em apostar neste estilo de produção não deram muito certo. Além disso, trazer Jennifer Lopez, tão conhecida por filmes de comédia romântica para um longa de ação e com um tema tão denso quanto este, seria uma boa escolha?

Logo nos primeiros minutos todas as nossas dúvidas e medos foram pras cucuias (sim, sou velho e uso frases de velho!), pois Atlas consegue nos pegar logo de início com um visual bonito e com CGI bem feitas. Além disso, as tecnologias citadas são convincentes e bem elaboradas, utilizando os princípios de Inteligência Artificial tão falado hoje em dia, e o medo de muitos em um futuro onde as IAs nos dominem.

Também tenho que elogiar a atuação de Jennifer Lopez, que traz uma cientista antissocial e com um passado obscuro com Harlan, o vilão do filme vivido pelo ator Simu Liu, e que também se sai bem no filme.

 

Atlas não é um filmaço daqueles dignos de ir no cinema para assistir, mas é perfeito para uma tarde fria de domingo, com um bom roteiro, cenas de ação na medida e uma temática muito atual. Aliás, como dito, não só as questões de IA, mas todas as tecnologias citadas e “inventadas” pro filme são perfeitamente possíveis, o que faz com que até aqueles mais “xiitas da tecnologia” se convençam e entrem de cabeça no filme, curtindo muito.

 

O filme Atlas já está disponível no streaming da Netflix. Confira o trailer abaixo:

 

 

Atlas - Netflix
Nota Final
8.5/10
8.5/10
  • Ideia e Roteiro - 8.5/10
    8.5/10
  • Fotografia, Figurino e Efeitos Visuais - 8.5/10
    8.5/10
  • Áudio e Trilha Sonora - 8.5/10
    8.5/10
  • Adaptação e Atuação - 8.5/10
    8.5/10
Sending
VOTAÇÃO POPULAR ➡️
0 (0 votes)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Atlas não é fantástico, mas é um bom filme de ficção científica, com bom roteiro, tecnologias convincentes e atuações bem feitas.