Análise do filme Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore, em cartaz nos cinemas

0
60

 

Sim, ainda estamos órfãos de Harry Potter, talvez por isso que a expectativa em Animais Fantásticos seja sempre muito grande, e com isso muitos se decepcionam. Quatro anos se passaram e finalmente chega o terceiro filme onde o magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) é o protagonista, embora desta vez a história seja em volta do professor Alvo Dumbledore (Jude Law).

 

 

Desta vez, o filme inicia-se com a revelação (não tão reveladora para os fãs da saga) que há um vínculo de amor muito grande entre Dumbledore e o poderoso mago das trevas Gellert Grindelwald (Mads Mikkelsen), apaixonados, ambos fizeram um pacto para dominar o mundo, porém, Dumbledore rever seus conceitos e decide que a ideia é cega e inapropriada para ambos os mundos (o da magia e o dos trouxas). Os ex-amantes sabem que por conta do pacto que une os dois, eles não podem fazer nada de mal um contra o outro e decidem buscar aliados.

 

É aí que novamente Scamander entra em cena, junto agora com uma nova equipe se unindo a turma antiga. Desta vez ele conta com o bruxo francês Yusuf Kama (William Nadylam), seu irmão Theseus (Callum Turner) e da professora Eulalie “Lally” Hicks (Jessica Williams) que tem a incumbência de buscar e convencer Jacob Kowalski (Dan Fogler) a voltar ao mundo dos bruxos – um pouco difícil já que Jacob está extremamente triste com a perda de memória de Queenie Goldstein (Alison Sudol) – seu grande amor. Ela agora está trabalhando para Grindelwald, já que tem o dom de ler as mentes em geral e com isso ela acaba controlando Credence Barebone que ao longo do filme descobre que é, na verdade, Aurelius Dumbledore (Ezra Miller) sobrinho de Alvo Dumbledore, sendo filho de Aberforth Dumbledore (Richard Coyle), irmão de Alvo.

 

Grindelwald quer todo o poder do mundo e para isso ele pretende manipular a votação da presidência do Conselho de Bruxos, para isso ele pede a Credence que encontre o Qlit, um raro animal fantástico que tem o grande poder de enxergar a essência da alma da pessoa, a bondade ou maldade, aquele que é puro de coração e digno de ser o grande líder do mundo bruxo. Ele consegue capturar das mãos de Scamander mas não percebe que a mãe do Qlit antes de morrer mostra que na verdade ela deu à luz a gêmeos. Scamander o esconde em sua maleta mágica para protege-lo.  Enquanto isso, Grindelwald mata o Qlit que está com ele e o enfeitiça com uma magia para que o animal fantástico se curve a ele para que toda nação perceba que ele é o ideal para presidência.

 

Durante o filme, Jacob é presenteado por Dumbledore com uma varinha (que aparentemente não funciona) e isso o anima e o torna até corajoso – é hilário e nostálgico a cena em que ele está em Hogwarts no salão principal. Ah, preciso dizer que eu, como fã, fiquei com o coração quentinho quando vi… a professora Minerva McGonagall (Fiona Glascott). Eita saudades!

 

Bem, voltando a história, o falso Qlit se curva a Grindelwald, porém a turma de Scamander consegue impedir que a eleição se finalize e o vivo Qlit sai da maleta e se curva para… Dumbledore. Este por sua vez, agradece e diz que tem alguém que merece mais do que ele. O Qlit observa Vogel (Oliver Masucci), Liu Tao (Dave Wong), Vicência Santos (Maria Fernanda Cândido) e Grindelwald – que são os candidatos e… para nooooossa alegria, ele se curva para Vicência Santos! – Maria Fernanda Cândido tem poucas falas sim, mas foi extraordinária com seus gestos e postura durante o filme que…sinceramente, fez a gente aqui se orgulhar de tê-la na história.

 

Por fim, o amor ganha: Queenie e Jacob se casam e  Tina Goldstein (Katherine Waterston) que faz apenas uma ponta, indicando que seu arco será mais desenvolvido nos dois últimos filmes ao lado de Newt Scamander.

 

O filme se passa na década de 30 e a fotografia está linda com muitas referências ao cenário político da época. E vi muitas referencias não só ao amor de Dumbledore e Grindelwald mas também ao amor e confiança fraterna, pois Alvo e Aberforth Dumbledore volta a se unir (lembrando que no livro Relíquias da Morte, descobre-se que a menina – que era irmã dos Dumbledore, então com 14 anos, foi morta durante um duelo entre os irmãos Alvo e Aberforth  Dumbledore  e Grindelwald.  Alvo sempre se culpou pelo ocorrido, que marcou a ruptura definitiva entre os antigos amigos).

 

Outra expectativa era como o ator Mads Mikkelsen se sairia como Grindelwald já que ele substituiu Johnny Depp (que infelizmente foi “convidado” a sair da saga por conta do processo que a ex abriu contra ele)… sinceramente, achei fraco, não achei nem malvado, nem estiloso e se a ideia era deixar ele temido… deu ruim.

 

Claro, escrito por J.K. Rowling, com o roteiro da mesma e de Steve Kloves, dirigida por David Yates, Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore (Fantastic Beasts: The Secrets of Dumbledore) estreou em abril de 2022 e com seus 142 minutos de duração é um filme leve e divertido, trazendo algumas nostalgias e findando algumas informações que foram levantadas ao logo da saga.

 

Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore está em cartaz nos cinemas brasileiros. Confira o trailer abaixo:

 

 

Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore - Em Cartaz Nos Cinemas
Nota Final
9.2/10
9.2/10
  • Ideia e Roteiro - 8.9/10
    8.9/10
  • Fotografia, Figurino e Efeitos Visuais - 9.4/10
    9.4/10
  • Áudio e Trilha Sonora - 8.7/10
    8.7/10
  • Adaptação e Atuação - 9.6/10
    9.6/10
Sending
VOTAÇÃO POPULAR ➡️
0 (0 votes)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Vale pena pela nostalgia do mundo Harry Potter.