Análise do filme Esquadrão Trovão, disponível na Netflix

0
38

 

No último dia 9 de abril, a Netflix lançou a comédia de super-heróis Esquadrão Trovão, que conta a história de uma dupla de amigas que se tornam heroínas para combater o crime na cidade de Chicago.

 

 

Em Esquadrão Trovão conhecemos um mundo cheio de supervilões, onde duas melhores amigas de infância se reaproximam quando uma delas inventa um tratamento capaz de dar poderes para que protejam a cidade. Recheado de cenas de humor pastelão, o filme não é uma obra prima do cinema (tão pouco do streaming), mas diverte e seria ideal para uma “sessão da tarde” em família.

 

No começo do filme conhecemos Emily Stanton (Octavia Spencer) que perdeu os pais cientistas por humanos com super poderes que são chamados de Meliantes. Estas pessoas usam seus poderes para realizar crimes em geral e são um grande problema num mundo sem heróis. Emily é reservada e muito inteligente, o que incomoda os alunos da escola onde estuda e acaba virando vítima de bullying, porém, é nesta época que ela conhece Lydia Berman (Melissa McCarthy), que a protege destes que zoam com ela. Elas viram melhores amigas até o final da adolescência delas, quando cada uma tem planos diferentes para o futuro e acabam se afastando após uma briga. Algumas décadas passam e elas tomam rumos diferentes na vida. Emily se torna cientista, dona de uma grande empresa e está desenvolvendo uma fórmula de tornar pessoas comuns em super-humanos para combater o crime, já Lydia segue trabalhando num ferro velho com um salário medíocre.

 

 

A dupla acaba se aproximando graças à um reencontro escolar e após um acidente (causado pela imprudência de Lydia), as duas se transformam em super-heroínas (não foi tão rápido assim, tem toda uma história mais longa desta transformação, mas vocês não acharam que eu ia dar todo o spoiler aqui né?).

 

Elas agora são uma dupla de super-heroínas aprendendo a combater o crime. Mas como não sabem lidar ainda com os poderes acabam tomando decisões erradas que geram boas risadas.

 

 

A química entre as atrizes é muito boa e apesar dos furos do roteiro e por muitas coisas não explicadas ou passadas direto, muito rápido, o filme traz cenas bem bobinhas, mas que a gente adora ver e rir. Por certo que muitas críticas que você lerá por aí vão focar no roteiro ou em algumas piadas bobas que tem no filme, mas pensa…. é um filme de comédia para crianças de 12 anos (a classificação é esta), precisa realmente fazer sentido? Dá risada aí e fica quietinho…

 

 

O filme é bobinho (é sim!), mas como falei anteriormente, vale a pena pela dupla de protagonistas e por ser leve, com humor fácil (muitas vezes físico) e por fazer a gente ir dormir sem ter que pensar em teorias sobre o filme (é cansativo isso às vezes).

 

Esquadrão Trovão está disponível na plataforma de streaming da Netflix. Confira o trailer abaixo:

 

 

Esquadrão Trovão - Netflix
Nota Final
7.6/10
7.6/10
  • Ideia e Roteiro - 8/10
    8/10
  • Fotografia, Figurino e Efeitos Visuais - 7.5/10
    7.5/10
  • Áudio e Trilha Sonora - 7.5/10
    7.5/10
  • Adaptação e Atuação - 7.5/10
    7.5/10
Sending
VOTAÇÃO POPULAR ➡️
0 (0 votes)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Recheado de cenas de humor pastelão, o filme não é uma obra prima do cinema (tão pouco do streaming), mas diverte e seria ideal para uma “sessão da tarde” em família.