Jogamos várias horas de Bladed Fury e agora vamos dizer se ele é bom ou não!

0
76

 

Recebemos de forma antecipada Bladed Fury da PM Studios, desenvolvedores do jogo. O jogo foi lançado em 2018 na Steam, mas para os consoles chega no próximo dia 25 de março com versões para PlayStation, Xbox e Nintendo Switch.

 

 

Nós gravamos uma gameplay de 50 minutos em nosso Nintendo Switch e depois disso simplesmente viciamos no jogo, pois seu estilo hack and slash faz voltarmos aos tempos em que os jogos eram mais simples e divertidos.

 

História

 

Após um golpe de estado, a princesa chinesa Ji é acusada de matar seu próprio pai e sai em busca de vingança e de provar de que é inocente. Você assume o papel da princesa lutando contra clãs rivais para reconquistar seu reino, devolver a honra à sua família e vingar a morte de seu pai.

 

Jogabilidade

 

Bladed Fury é um clássico jogo de ação 2D. Não tem muitas opções de armas, porém os combos que podemos fazer com elas são muito bonitos e divertidos de serem realizados. As Fiendbane são uma dupla de espadas para ataques rápidos e ágeis, mas que tiram pouco sangue do inimigo, já a Crimson que conseguimos pouco depois das primeiras fases é bem poderosa, mas um pouco lenta para se movimentar. Com a Crimson também conseguimos rebater projéteis disparados por inimigos, mas é bem difícil aprender o tempo certo de acertá-los.

 

Podemos utilizar asas de cigarra para nos defender de golpes, mas o que mais chama atenção são os golpes especiais (que ao usar lembramos um pouco dos primeiros jogos de God of War). Cada golpe especial é como se fosse uma entidade que provê à nossa personagem a habilidade de deixar inimigos lentos, de jogar uma chuva de flechas neles ou até mesmo um canhão bem estiloso que tira muito “sanguinho” de chefes mais difíceis.

 

Há um sistema de “almas coletadas” dos inimigos derrotados que podem ser utilizadas para melhorar nossas técnicas ou desbloquear novas habilidades.

 

Em alguns momentos somos desafiados em puzzles que realmente fazem a gente quebrar a cabeça, mas nada que tendo um QI mínimo não consigamos terminar.

 

Cenários e Ambientação

 

Os cenários são bem bonitos e bem pintados para um jogo que tem como intuito ser “simples”. Nos remetem bem à mitologia chinesa e nos fazem caminhar por lugares devastados, casas destruídas, telhados típicos, passarelas quebradas e até um casa de banhos que quando passamos por trás dos painéis só vemos as silhuetas dos personagens.

 

 

Os gráficos podem ser simples, mas os produtores capricharam nos cenários e realmente surpreendem o jogador com cada detalhe criado.

 

Chefes bem legais, mas tudo que é bom acaba logo

 

Há uma boa variedade de inimigos durante o jogo e diálogos que nos fazem entrar na história. Os chefes também são bem diferentes um do outro, alguns com dinâmicas bem distintas para serem derrotados, mas a dificuldade não muda muito de um para o outro.

 

Se tem algo que podemos dizer de negativo de Bladed Fury é que ele é bem curtinho. Em aproximadamente 5 horas conseguimos zerar a história dele, e após isto abre-se o modo “challenge” onde somos desafiados a derrotar novamente todos os chefes em menos minutos possível.

 

Talvez o jogo seja mais um teste dos produtores para ver como o público recebe ele e posteriormente lançar uma nova produção com mais tempo de gameplay (pelo menos eu rezo por isto!).

 

É bom ou ruim?

 

Apesar do tempo curto de jogo e de não ter uma versão em português (nem legendas), Bladed Fury vai agradar muito aos fãs de jogos indie e os que tem saudade de um bom hack and slash.

 

O jogo na Steam está por apenas R$ 20,00, o que torna bem atrativo. Para consoles deve chegar um pouco mais caro, mas também vale a pena o custo.

 

Lembrando que joguei a versão para Nintendo Switch e quando recebi a chave do jogo tive que trocar minha conta para a eShop americana, pois na brasileira o jogo não estava disponível. Nada que um jogador de Switch já não tenha feito né?!

 

O jogo não é para todos, mas vai agradar muitos grupos de gamers. Vale a pena sim, pois curtimos muito por aqui!

 

Bom… agora veja nossa gameplay abaixo e não se esqueça de se inscrever em nosso canal no Youtube!

 

 

Bladed Fury será lançado no dia 25 de março para os consoles PlayStation, Xbox e Nintendo Switch.

 

Bladed Fury
Nota Final
7.5/10
7.5/10
  • Gráficos - 8/10
    8/10
  • Jogabilidade - 8/10
    8/10
  • História e Diversão - 7.5/10
    7.5/10
  • Áudio e Trilha Sonora - 6.5/10
    6.5/10
Sending
VOTAÇÃO POPULAR ➡️
0 (0 votes)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Um hack and slash bonito e divertido!