Análise do filme ‘Soul’, disponível no Disney+

0
71

 

Lançado no último 25 de dezembro na plataforma streaming Disney+, Soul veio para literalmente lavar a alma, pois fala de sonhos e questões da vida, do quanto ela é especial nos detalhes e que às vezes a gente não percebe.

 

 

Soul foi produzido pela Walt Disney Pictures e Pixar Animation Studios, e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures. Dirigido por Pete Docter e co-dirigido por Kemp Powers. O filme é estrelado pelas vozes de Jamie Foxx (Joe Gardner), Tina Fey (22), Questlove (Curly), Phylicia Rashad (Libba), Daveed Diggs (Paul) e Angela Bassett (Dorothea Willians). No Brasil o personagem Joe Gardner tem a voz de Jorge Lucas, 22 de Carol Valença, Bicho-Grilo-Estrela de Sérgio Rufino, Terry de AdrianaPissardini e Conselheira Zé A de Sylvia Salustti – Falando ainda na dublagem da personagem Conselheira Zé A, na versão original americana quem fez a voz foi uma brasileiraaaaaa…., sim, ela foi feita por Alice Braga. Diga-se de passagem que as dublagens brasileiras estão sendo bastante elogiadas (porque ficaram ótimas mesmo!).

 

Sabemos que a Pixar tem o dom de fazer filmes com elementos de entreter o público de qualquer idade. Assim como Up – Altas Aventuras, percebe-se que Soul tem uma temática mais para adultos no sentido da filosofia que o filme traz, o conceito do que é importante para a vida e o quanto as vezes a gente não dá importância a cada pequeno momento da nossa existência. Em um momento em que o mundo está complicado (2020 houveram muitas perdas físicas e emocionais né?), o filme mostra carinhosamente que temos que ter esperança e vontade de viver.

 

Ah… o que foi muito legal também foi que a Pixar colocou pela primeira vez um protagonista afro-americano (uma ano em que o racismo foi um tema alto em 2020 por conta de – infelizmente – algumas situações) mas deixou o tema leve sem política direta e com o jazz nos envolvendo de forma suave.

 

Vamos a história?

 

Joe é um cara em seus 40 anos que ama jazz e que tem o sonho de viver dessa paixão. Por conta das pressões da vida adulta, ele acaba se tornando professor de música do ensino médio. Ele tenta ter o entusiasmo dos alunos mas nem todos tem a paixão que ele tem pela música (exceto por uma aluna que busca a aprovação dele para continuar) Quando ele está prestes a se tornar professor efetivo na escola, sua mãe o pressiona a aceitar o cargo mas no mesmo momento Joe através de uma de seus ex-alunos, consegue uma chance para tocar piano em uma banda de jazz! Ele não pensa duas vezes e aceita a passar pelo teste da exigente Dorothea Willians, para a surpresa geral: Joe consegue a vaga na banda. Ele fica tão feliz, começa a visualizar o reconhecimento do público e imagina que a vida vai mudar a partir daquele momento. Sai do teste feliz e distraído e… cai em um bueiro causando sua morte.

A caminho do céu, Joe entende o que está acontecendo e não aceita estar morto antes de viver finalmente o seu sonho. Tenta fugir e consegue chegar até o seminário você (onde as almas se desenvolvem e ganham as suas paixões antes de ir para a Terra como recém nascidos). Para poder disfarçar ele se passa por mentor e tem a responsabilidade com a 22, uma alma com uma visão obscura da vida depois de ficar presa por anos no Seminário Você, a fim de retornar à Terra.

 

Após um acordo com 22, eles se unem para que Joe volte a Terra e ela continue no Seminário Você, porém por conta de uma discussão os dois caem diretamente no hospital onde 22 cai no corpo de Joe e este cai no corpo de um gato. É um momento muito interessante pois 22 começa a viver as sensações de um ser humano na Terra (ela amou comer… eu entendo ela rs) e interagir com as demais pessoas. Por outro lado, Joe começa a perceber como era a vida que ele tinha.

 

Com a ideia fixa em querer voltar ao seu corpo para poder se apresentar com a banda de jazz, Joe acaba discutindo com 22 fazendo ela ficar em um estado tão depressivo que ela acaba no vale das almas perdidas. Joe, sabendo o que fez, vai e resgata sua amiga. Ela vai para Terra viver uma nova vida e Joe é recompensado voltando para seu corpo terrestre novamente, porém, desta vez mais atento as pequenas e boas coisas da vida!

 

Eu achei muito lindo, super recomendo. Embora com o tema de carga emocional intensa, a Pixar soube dosar e não deixar chato, nem apelativo.

 

Soul está disponível na plataforma de streaming Disney+. Confira o trailer abaixo:

 

 

Soul
Nota Final
9.9/10
9.9/10
  • Ideia e Roteiro - 10/10
    10/10
  • Fotografia, Figurinos e Efeitos Visuais - 9.9/10
    9.9/10
  • Áudio e Trilha Sonora - 9.7/10
    9.7/10
  • Adaptação e Atuação - 10/10
    10/10
Sending
Votação Popular ➡
0 (0 votos)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Extremamente tocante!