Análise do filme ‘Enola Holmes’, disponível na Netflix

0
222

 

Lançado pela plataforma de streaming da Netflix em 23 de setembro de 2020, ‘Enola Holmes’ é um filme de suspense (típico de Sherlock – seu irmão) baseado na série literária homônima de Nancy Springer, dirigido por Harry Bradbeer e escrito por Jack Thorne, que conta a história de Enola Holmes (Millie Bobby Brown), uma adolescente que fará de tudo para encontrar a mãe Eudora Holmes (ninguém menos que Helena Bonham Carter) que de um dia para o outro desaparece e com a chegada dos irmãos mais velhos: Mycroft Holmes (Sam Claflin) e Sherlock Holmes (Henry Cavill) ela se vê decidida a não só encontrar a mãe como também não ceder as ordens do irmão Mycroft que deseja que ela siga os padrões da sociedade da época.

 

 

 

 

Durante sua fuga para Londres cheia de aventuras, afinal, ela tem que decifrar o enigma que a mãe propôs e se disfarçar de menino, ela conhece Viscounde Lord Tewksbury (Louis Partridge) que também está fugindo por que não quer ser mandado para o exército inglês. Juntos, a história vai acontecendo em meios de aventuras e descobertas de cada personagem.

 

Mycroft é vaidoso e se preocupa muito com as aparências, então ele resolve ir atrás de Enola para que ela possa ir para um colégio de damas e assim futuramente se casar com alguém distinto, já Sherlock embora a princípio não querer se envolver com os cuidados com a irmã, ele vai entendendo a essência de Enola (que é como a dele) e resolve durante a estória ajudar de forma discreta ela ser livre e viver a vida à sua maneira.

 

Como a maioria das garotas de sua idade, Enola começa a sentir algo por Lord Tewksbury e é correspondida, deixando a gente com torcida para que eles fiquem juntos no final. Ela o ajuda a assumir o posto na Câmara dos Lordes (descobrindo que a própria avó dele é quem estava planejando a morte do neto para que o tio assumisse o posto) e, sendo assim, com a diferença do voto de Tewsbury, é aprovado a Lei de Reforma que mudará a situação política de Londres.

 

O fato de Enola conversar diretamente com a câmera, me lembrou o filme dos anos 80 ‘Curtindo a vida adoidado’, é um pouco forçado essa intimidade com o público mas o fundo da estória que é voltado de um livro de Sherlock: ‘O caso do marquês desaparecido’. Inclusive sobre essa adaptação não agradou a família de Conan Doyle e está até processando a Netflix por violação de direitos autorais (já que embora há um domínio público da maior parte das obras, justamente essa ainda é particular).

É válido assistir, tem ótimos atores na produção e Millie Bobby Brown tem talento – não há como negar… ela te cativa, mas espere uma aventura de Sessão da Tarde, fofinho entretanto com a história já batida.

 

‘Enola Holmes’ está disponível na plataforma de streaming da Netflix. Confira o trailer abaixo: