Análise do filme ‘GREED – A Indústria da Moda’

0
74

 

Quando você vai a uma loja de “fast fashion”, você imagina como foi feita a produção da roupa que está com um preço maravilhoso, porém você sabe que vai ter mais uma dezena de pessoas que vai ter o mesmo modelo no guarda roupa. Não? Então aqui vai um convite para você assistir ‘GREED – A Indústria da Moda’, e descobrir como é o movimento comercial dessas lojas de departamento.

 

O filme tem por base a história do bilionário britânico Richard McCreadie (Steve Coogan) que há mais de 30 anos governa o mundo da moda, porém por causa de sua ganância, segue explorando a mão de obra de forma quase escravizada em outros países mais pobres (Bangladesh, Sri Lanka entre outros…) e se vê em uma denúncia que mancha sua imagem no mundo dos negócios. Para poder abafar a situação, Richard prepara uma festa de seu aniversário de 60 anos na Grécia com todo o glamour que as páginas midiáticas gostam… e assim gira a história com vários flashbacks e situações que são um soco no estômago (para quem concorda com justiça social).

 

Durante a festa você segue vendo personagens sem a menor consciência social, não fazem ideia de como o patriarca conseguiu essa riqueza toda e usufruem sem o menor problema. Samantha McCreadie (Isla Fisher) é a ex-esposa e CEO pública de Richard, uma socialite que aparentemente tem um relacionamento aberto com o ex e não tem o menor senso crítico sobre como adquiriu todo o patrimônio e apoia completamente o ex-marido e os filhos,  Lily (Sophie Cookson – estrela de um reality show que está sendo filmado juntamente com as comemorações com seu namorado Fabian – indiretinha nas Kardashians) e seu filho negligenciado Finn (Asa Butterfield) que tem uma obsessão edipiana em substituir o pai.

 

No filme podemos ver muitas situações de como são tratados os funcionários diretos dessas pessoas, com muita exigência e falta de gentileza. Também há muitas cenas cômicas em relação aos preparativos da festa como o momento em que ele vê os sósias de celebridades que a equipe contratou para a festa e tudo isso passa pelos olhos do jornalista Nick (David Mitchell) que foi contratado para escrever uma biografia de forma favorável ao bilionário e se mostra abismado com a exploração que o magnata faz com seus funcionários e fica se questionando se o que está por fazer é o certo.

Um filme escrito e dirigido por Michael Winterbottom, teve sua estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 7 de setembro de 2019 e foi lançado no Reino Unido em 21 de fevereiro de 2020 pela Sony Pictures e mesmo com algumas restrições da própria Sony, é um excelente filme crítico ao mundo da moda e como as negociações nem sempre são feitas de forma correta e justa (ah… atente para a trilha sonora, muito legal). Vale muito a pena conferir!

 

‘GREED – A Indústria da Moda’ já está disponível nas plataformas digitais para aluguel e compra desde o dia 02 de setembro. Confira o trailer abaixo:

 

 

Duração: (104 minutos, aproximadamente)
Classificação Indicativa: 16 anos
Plataformas digitais de Aluguel e Compra: Apple TV (iTunes), Google Play, Microsoft Filmes &TV (Xbox), PlayStation Store
Plataformas digitais exclusivamente para aluguel: NOW