6 Dicas para Manter a Segurança dos seus Filhos na Internet Durante a Quarentena

0
63

 

O isolamento social surgiu como uma nova forma de convivência, principalmente entre pessoas que moram na mesma casa. Hobbies, trabalho, estudos e dezenas de hábitos foram impactados por uma dinâmica inédita na vida da população mundial.

 

E, as crianças também foram atingidas por essas novas práticas, principalmente pela tecnologia, já que os pais estão constantemente recorrendo aos computadores, tablets e videogames para manter a criançada entretida.

 

Criança usando notebook
Imagem: Pexels (Andrea Piacquadio)

 

Mas, é preciso cuidado e discernimento ao liberar o acesso dos pequenos à internet. Então, confira abaixo algumas dicas para manter a segurança das crianças na web:

 

1. Conversar com o seu filho

 

O primeiro passo para garantir a compreensão de toda a família é através do diálogo. Ao conversar de maneira sincera com o seu filho é mais fácil explicar os perigos do mundo virtual, assim eles conseguem entender os possíveis riscos ao navegar por páginas e aplicativos, principalmente de jogos e relacionamento.

 

2. Monitorar as ações

 

Procure monitorar de maneira saudável as ações do seu filho na internet. Os filtros utilizados para saber quais páginas podem ser acessadas pela criança devem ser estipulados de acordo com a idade dos pequenos.

 

Menores de 10 anos, por exemplo, não devem navegar em portais com conteúdo para adolescentes. Então, é preciso verificar os endereços utilizados e garantir que sejam seguros para cada etapa da vida dos seus filhos.

 

3. Limitar os dispositivos

 

Uma dica importante para manter o controle dos acessos dos seus filhos à internet é limitar o uso de dispositivos.

 

Você pode estipular um horário específico para as crianças, além de liberar apenas alguns dispositivos, como computadores e tablets, por exemplo. Tais aparelhos são mais fáceis de monitorar e costumam ter mais antivírus instalados do que os smartphones.

 

Outro ponto positivo de limitar as horas das crianças na web é que o uso constante dessa tecnologia pode gerar ansiedade, depressão e vício em pessoas menores de 25 anos.

 

4. Orientar seu filho

 

Para garantir que as crianças consigam aproveitar todas as facilidades da internet de maneira saudável e segura, procure orientar os pequenos em relação ao melhor modo de usar a web.

 

Evitar abrir e-mails de remetentes desconhecidos, por exemplo, é uma prática eficiente para não cair em golpes de phishing e demais ameaças. Assim como filtrar as informações pessoais fornecidas pela criança para o uso de redes sociais.

 

Mãe orientando filho a usar computador
Imagem: Pexels (Julia M Cameron)

 

5. Pesquisar sobre jogos

 

Sair baixando qualquer conteúdo apenas para manter a criança entretida é uma prática perigosa para toda a família.

 

Caso seu filho queira instalar um jogo ou aplicativo, certifique-se que o desenvolvedor é real e que o programa é seguro. Uma dica importante é ler as avaliações de outros usuários para ter mais informações sobre o software.

 

6. Instalar um antivírus

 

Para proteger seus dispositivos e garantir o controle da exposição dos seus filhos aos conteúdos da web, é preciso instalar um antivírus confiável.

 

A solução de segurança multidispositivo da Bitdefender é ideal para manter a criançada protegida na internet. O programa possui controles parentais avançados para um monitoramento completo das ações dos seus filhos na web.

 

Possui mais dicas de como manter a criançada protegida na internet? Deixe nos comentários!