Análise da Edição 1 do mangá ‘Gigant’

0
175

 

Na semana do Natal recebemos de presente da Editora Panini alguns mangás lançamentos deles e entre eles estava o mangá ‘Gigant’. O mangá é de autoria de Hiroya Oku, mesmo autor de obras icônicas como ‘Gantz’ e ‘Iniyashiki’, e só por isto já merece sua atenção.

 

 

Se você ainda não conhece os mangás ‘Gantz’ e ‘Iniyashiki’ já fica aqui minha dica, pois ambos são ótimos e saber que o mangá ‘Gigant’ é do mesmo autor já nos deixa super empolgados pelo que vem por aí…

 

Como falei anteriormente, recebi ‘Gigant’ de presente da Editora Panini. A edição número 1 foi lançada pela editora em Dezembro de 2019 e com apenas esta já deixou o público todo empolgado, afinal, a história do mangá é sensacional!

 

 

O mangá conta a história de Yokoyamada Rei, um estudante que tem o sonho de ser um cineasta, e para realizar este sonho ele convida uma de suas colegas de escola para contracenar o filme “Red String”, mas seus planos não dão certo e ao vagar pela cidade ele vê um pôster dizendo que a atriz pornô chamada Papico mora em sua cidade, com isso ele sai arrancando todos estes pôsteres da cidade até que um encontro inesperado acontece. Ele conhece a atriz e acaba virando amigo dela. Papico leva uma vida difícil como atriz pornô e com seu namorado violento, ciumento e que usa ela.

 

 

A obra é muito boa não só pelo roteiro, mas por que consegue ir contando a história de cada personagem aos poucos, sem pressa. Além disso, as reviravoltas no mangá deixam a gente bem empolgado, fazendo-nos pensar em onde esta história irá nos levar.

 

Voltando ao mangá, além de contar a história dos personagens principais Papico e Rei, há um pano de fundo que é a do estranho “tiozinho maluco da cidade”, que ninguém dá atenção pra ele, mas que faz com que Papico se transforme em algo inimaginável e louco. Após ser atropelado, Papico tenta o salvar e é neste momento que o “tiozinho” “cola” uma espécie de relógio/máquina no braço dela. Até então ela não sabe o que é e tenta retirar, mas não consegue. Após fuçar no equipamento, ela descobre que com ele consegue aumentar seu próprio tamanho, se tornando uma gigante. Claro que seu namorado não ia deixar isto pra lá e novamente usa isto à seu favor, vendendo filmes pornôs dela gigante com atores de tamanho comum. É bizarro? É! Mas é até divertido pensar nisso (rs).

 

Neste meio tempo, Papico entra em contato com Rei para tentar entender o que acontece. Porque o “tiozinho estranho” deu isto à ela? E qual o segredo deste cara? Eles investigam isto juntos, mas é enquanto fazem isto que a história mais bizarra de todas acontece (sim! o mangá consegue ficar mais bizarro ainda!). Um site com donos anônimos começa a ficar famoso entre os jovens, pois nele os autores fazem uma enquete com coisas estranhas que poderiam acontecer, e os visitantes votam naquilo que queiram que aconteça. A opção mais votada REALMENTE acontece! A primeira coisa estranha que este site consegue fazer acontecer é “chover merda” no centro da cidade! Isto mesmo! MER-DA! #Eca! Depois, após outra votação, eles conseguem fazer com que um ator famoso andasse pelado por uma cidade bem populosa. Mano! Como isso?!

 

O mangá é para adultos, claro, com palavrões e nudez explícita (claro né… o que podemos esperar de um mangá onde uma atriz pornô é a personagem principal?), mas tem uma história bem interessante. E o mais legal ainda é que não há apenas um mistério a ser resolvido no mangá, mas vários… o da máquina que faz Papico ser gigante, de onde vem o “tiozinho maluco”, que site estranho é este e quem são seus donos, etc… etc… é muito bom!

 

Outra coisa a se destacar no mangá são as referências à cultura e tecnologia contemporâneas. Os personagens gostam bastante de filmes de super heróis como Homem de Ferro, jogam PS4, usam Twitter, o Google, recebem coisas da Amazon, entre outras referências bem legais. Além disso, o autor cita seus mangás ‘Gantz’ e ‘Iniyashiki’ no meio da história… fazendo uma espécie de auto propaganda (kkk).

 

Este mangá no Japão já tem 4 edições e por aqui tem tudo para se tornar um campeão de vendas. A Panini acertou em cheio em trazer este mangá para o público brasileiro.

 

O mangá ‘Gigant’ foi lançado em Dezembro de 2019 pela Editora Panini e será lançado bimestralmente. O valor é de R$ 22,90 e a classificação indicativa é de 18 anos.

Gigant - Edição 1
Nota Final
9.6/10
9.6/10
  • Capa, contracapa e itens extras - 9/10
    9/10
  • Visual e Ilustrações - 9.8/10
    9.8/10
  • História e Roteiro - 9.5/10
    9.5/10
  • Personagens e Ambientação - 9.9/10
    9.9/10
Sending
Votação Popular ➡
0 (0 votos)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Uma história criativa e que prende o leitor do início ao fim. Vale a pena comprar todos!