Análise do filme ‘Turma da Mônica – Laços’

0
39

 

Finalmente tive a oportunidade de assistir o mais novo filme da ‘Turma da Mônica – Laços’, acredito que não só eu (fã assumidíssima) mas gerações que cresceram  lendo o gibi ficaram encantados e com uma pontinha de nostalgia da própria infância, onde nossa maior preocupação era aonde iríamos ficar confortáveis para ler todas as histórias da turminha criada por Mauricio de Sousa.

 

 

Pra quem ainda desconhece, Turma da Mônica – Laços é uma live action baseada em um romance gráfico com o mesmo nome criado em 2013, porém a ideia e produção do filme começou apenas em 2015. As gravações do longa  aconteceram entre junho e julho de 2018 nas cidades de Limeira, Paulínia e Poços de Caldas.

 

 

Com um elenco escolhido com muito carinho, as personagens não deixaram nada a desejar, ficaram maravilhosos e quem os conhece do gibi logo identificaram no filme quem era quem.

 

Mas vamos falar um pouco sobre o filme (tem spoiler ok?)

 

A base da história é o sumiço do Floquinho – cachorrinho do Cebolinha (Kevin Vechiatto) e a partir desse momento a turminha resolve sair em busca dele, já que os adultos não os escutaram. Cebolinha cria seu “plano infalível” e junto com Cascão (Gabriel Moreira), Magali (Laura Rauseo) e Mônica (Giulia Benite) eles resolvem sair pelo Bairro do Limoeiro com cartazes e pedindo informações. Neste momento, a turma da “Rua de baixo” (pelo menos associei a eles) resolve caçoar a Turma da Mônica e, sabendo que a Mônica é bem brava, Cebolinha provoca para ela dar coelhadas nos meninos e…claro, isso acaba acontecendo. A turma da “Rua de baixo” combinam em se vingar e depois de algum tempo eles chamam as irmãs pequenas que também tem um bichinho de pelúcia e todos saem correndo no Parque das Andorinhas, até porque a Mônica avisa que não tem coragem de bater nas meninas pequenas. De repente eles pulam para o lado que começa a floresta e decidem seguir adiante com a busca. Durante o percurso eles colocam laços vermelhos para não se perder no caminho, porém no meu ver, foi a única coisa que ficou perdida, por que, depois eles nem tiveram mais ligações com os laços vermelhos nas árvores (deu a ideia só da referencia do nome do filme).

 

Durante a noite, a turminha resolve descansar e o Cebolinha sugere que ele ficará de vigia e depois trocará com outro amigo para revezar e pra nossa alegria ele se encontra com ninguém mais, ninguém menos que O Louco (Rodrigo Santoro) que dá a dica que salvará a turminha no final do filme.

Quando eles conseguem chegar à casa do homem do saco, eles se planejam (isso mesmo, Cebolinha entende que só junto com os amigos que o plano dele dará certo) o que farão para salvar o Floquinho e é onde você irá rir muito…

A história tem muitas referencias que quem é fã irá reconhecer de imediato: Penadinho, Cranicola, Jotalhão, Papa Capim, Piteco, Astronauta, Seu Juca, Xabéu, Xaveco, Jeremias, Titi, Aninha, Maria Cascuda, Quinzinho estarão todos no filme, é só prestar atenção!

 

Tenho certeza que a emoção tomara conta de você quando durante o filme você vê Mauricio de Sousa em uma pequena participação, no estilo Stan Lee, como dono da banca de jornal ajudando a turminha da Mônica (chorei neste momento, confesso). Vamos também falar das personagens adultas da história, pois aparecem todos os pais da Turma da Mônica e é muito legal porque ficaram muito parecidos.

Vamos torcer para que se torne uma trilogia (já que além de Laços, tem Lições e Lembranças), pois em uma entrevista, o diretor Daniel Rezende, afirmou que estaria em negociação para a sequencia: ‘Lições’.

É esperar com os dedinhos cruzados, pois já a primeira live action fez nossos corações baterem mais fortes de felicidade!

 

Confira abaixo algumas fotos que nossa equipe tirou ano passado com a Turma da Mônica durante a CCXP 2018:

 

 

O filme ‘Turma da Mônica –Laços’ estreou nas telonas no dia 27 de Junho em todo o Brasil. Confira o trailer!